Vá diretamente para a pesquisa Vá diretamente para a lista de A a Z Vá diretamente para a navegação Vá diretamente para as opções de página Vá diretamente para o conteúdo do site

Cuidados para bebês nascidos com defeitos congênitos relacionados à síndrome congênita do zika


Este site é atualizado com frequência, no entanto, alguns conteúdos podem ser exibidos em inglês até que sejam traduzidos.

A infecção por zika durante a gravidez pode ocasionar condições no bebê conhecidas como síndrome congênita do zika. Um bebê com síndrome congênita do zika pode ter uma ou mais das condições listadas abaixo.

  • Tamanho da cabeça menor do que o esperado, chamado microcefalia
  • Problemas de desenvolvimento cerebral
  • Problemas de alimentação, como dificuldade para engolir
  • Perda de audição
  • Convulsões
  • Problemas de visão
  • Um problema com o movimento articular, conhecido como contratura
  • Excesso de tônus muscular, limitando os movimentos corporais após nascimento.

Ainda estamos aprendendo sobre os efeitos da infecção pelo zika durante a gravidez. Bebês afetados pelo zika podem ter necessidades especiais de longo prazo. Algumas das condições listadas acima podem levar a problemas no progresso de uma criança em termos de movimentação, aprendizagem, fala e brincadeiras, conhecido como "atraso de desenvolvimento".

Seu bebê pode precisar de exames e testes adicionais de vários especialistas médicos, alguns dos quais podem ocorrer antes de seu recém-nascido ter alta hospitalar e ir para casa. Trabalhar em conjunto com o profissional de saúde principal do seu bebê e outros membros da equipe médica ajuda a garantir que os problemas de saúde de seu bebê sejam tratados o mais rápido possível e que você compreenda completamente os exames, testes e terapias recomendados.

Esta página descreve o que esperar no período logo após o nascimento do bebê. Também discute maneiras pelas quais os pais podem trabalhar com o pediatra de seus filhos para gerenciar os cuidados, incluindo a identificação dos especialistas médicos necessários e a coordenação dos cuidados. Descreve como a família e os serviços de suporte podem ajudar pais e cuidadores a enfrentar os desafios que possam surgir.

Fale com o pediatra do seu bebê sobre testes e triagens realizados logo após o nascimento e no primeiro ano de vida

O CDC desenvolveu orientações para os profissionais de saúde que tratam bebês com síndrome congênita do zika. Os testes e exames que seu recém-nascido provavelmente receberá antes da alta hospitalar incluem:

  • Exame físico abrangente. O profissional de saúde do seu bebê tomará medidas de peso, altura e circunferência da cabeça do bebê (distância em torno da cabeça do bebê). A pele, cabeça e pescoço, coração, pulmões, abdômen, órgãos genitais, músculos, ossos e grau de alerta e reação de seu bebê também serão examinados.
  • Exame neurológico. Isto ajudará a avaliar o funcionamento do cérebro do seu bebê, pois afeta o estado de alerta e as respostas ao ambiente, audição e visão geral, movimentos dos braços e pernas, tônus ​​muscular e reflexos de chupar e engolir. O profissional de saúde também verificará a capacidade do bebê de se movimentar, pegar coisas e seus reflexos.
  • Um exame oftalmológico (olho). O zika vírus pode causar danos aos olhos do seu bebê que possam afetar sua visão. Um oftalmologista (especialista em olhos) pode usar equipamentos especializados para examinar cuidadosamente os olhos do seu bebé, a fim de verificar sua estrutura e a presença de anormalidades. As pupilas do seu bebê podem precisar ser dilatadas com colírios para que o médico possa ver melhor dentro do olho.
  • Ultrassom da cabeça para verificar o desenvolvimento da cabeça e do cérebro do bebê. Além de medir o perímetro da cabeça de seu bebê durante o exame físico, o profissional de saúde do seu bebê também pode fazer um ultrassom da cabeça (usando uma máquina que tira fotos do cérebro do seu bebê). Em alguns casos, seu bebê será encaminhado para um especialista para que sejam obtidas imagens mais avançadas, como imagens de ressonância magnética (MRI), de seu cérebro. Esses testes e exames físicos ajudarão a informar a equipe médica se o bebê pode ter algum problema de desenvolvimento cerebral.
  • Exame auditivo. O profissional de saúde do seu bebê pode realizar uma audiometria do tronco encefálico (ABR) durante a primeira internação ou logo após a alta hospitalar. Esse é um exame auditivo especial que verifica a resposta do cérebro ao som. Adesivos pequenos e indolores chamados "eletrodos" conectados a um computador serão colocados na cabeça do bebê. Seu bebê receberá fones de ouvido e, à medida que os sons forem emitidos, os eletrodos enviarão informações ao computador sobre como o cérebro do bebê responde.
  • Teste de infecção por zika vírus. O profissional de saúde de seu bebê pode coletar uma pequena amostra do sangue e da urina do bebê. Um resultado de teste negativo não significa necessariamente que seu bebê não tenha sido infectado pelo zika, mas um teste positivo pode confirmar a infecção pelo zika vírus e ajudar o profissional de saúde do seu bebê a tomar decisões sobre a melhor maneira de cuidar dele.
  • Outros exames de sangue. O sangue do seu bebê pode ser testado para verificar sinais de infecção e para observar como o fígado e os rins estão funcionando. No primeiro mês de vida, o sangue do seu bebê também pode ser testado para verificar o funcionamento da tireoide.

Esses testes podem ser repetidos várias vezes no primeiro ano de vida. Seu bebê também deve ter consultas de rotina de acordo com o Calendário de consultas de rotina da Academia Americana de Pediatria.

Em caso de resultados anormais nos testes e exames do seu bebê, o profissional de saúde pode encaminhá-lo para um especialista. Um especialista é alguém que completou educação e treinamento avançados em uma área específica de saúde ou medicina. O especialista pode solicitar outros testes que ajudem a determinar se o seu bebê apresenta sintomas que frequentemente ocorrem com a síndrome congênita do zika vírus ou condições médicas causadas por outra infecção congênita.

Para obter mais informações sobre as recomendações de teste do CDC para bebês com síndrome congênita do zika, consulte nosso Roteiro para pais de bebês com síndrome congênita do zika [PDF - 251 KB].

Trabalhe com o pediatra do seu bebê para identificar os especialistas médicos necessários

O pediatra do seu bebê poderá recomendar que o bebê seja consultado por um ou mais dos seguintes tipos de especialistas.

O Zika Care Connect pode ajudar

O Zika Care Connect pode ajudá-lo a encontrar os especialistas médicos necessários para tratar um bebê afetado pelo zika. Clique aqui para saber mais.

  • Um neurologista (especialista em nervos, medula espinhal e cérebro) para identificar problemas neurológicos ou de desenvolvimento e determinar o tratamento adequado para condições como convulsões.
  • Um oftalmologista (especialista em visão) para fazer uma exame de vista completo para verificar se há problemas que podem afetar a visão.
  • Um endocrinologista (especialista em hormônios e glândulas) para diagnosticar e gerenciar a função da tireoide e outras funções hormonais.
  • Um ortopedista (especialista em problemas musculoesqueléticos) para diagnosticar e monitorar condições que afetam a função dos ossos e dos músculos.
  • Um fisioterapeuta ou fisiatra (especialistas em reabilitação física) para monitorar condições neurológicas ou musculares.
  • Um pneumologista (especialista em pulmões) ou otorrinolaringologista (especialista em nariz, ouvido e garganta) para diagnosticar e monitorar condições que afetam a respiração.
  • Um especialista em lactação, nutricionista, gastroenterologista ou fonoaudiólogo ou terapeuta ocupacional para monitorar problemas de alimentação, como dificuldade para engolir.

Alguns especialistas podem ser difíceis de encontrar. O profissional de saúde do seu bebê pode considerar encaminhá-lo a um centro de saúde com especialistas e subespecialistas que se concentram no tratamento de bebês e crianças com problemas de desenvolvimento.

Se você vive em uma área sem acesso aos especialistas que o pediatra do seu bebê recomendou, recomendamos que consiga ajuda para transporte.

  • Entre em contato com seu assistente social, profissional de saúde da comunidade, organização sem fins lucrativos ou escritório de governo local para verificar se podem fornecer assistência com transporte. Se você não sabe por onde começar, fale com os médicos ou enfermeiros do(a) seu(sua) filho(a) ou com seu provedor de seguro saúde para verificar se podem conectar você a um assistente social.
  • Verifique com seu provedor de seguro saúde as opções para assistência com transporte, como ônibus ou reembolsos de custos de viagem para ida e volta de consultas médicas.
  • Fale com amigos, a família ou membros da comunidade para obter ajuda com transporte.

Lembre-se: quanto antes você se informar sobre as opções disponíveis para os cuidados de saúde do seu bebê, maior será sua capacidade de tomar as melhores decisões em relação a seus cuidados.

Coordene os cuidados com o profissional de saúde principal do seu bebê

Bebês afetados pelo zika podem ter necessidades especiais de longo prazo. Escolher um pediatra ou profissional de saúde da área pediátrica para liderar o tratamento médico de seu(sua) filho(a) é o primeiro passo da abordagem das necessidades de cuidados médicos de seu(sua) filho(a). Trabalhar em conjunto com seu pediatra para gerenciar os cuidados do seu bebê pode garantir que o atendimento seja coordenado e concentrado em suas necessidades.

Seguem abaixo maneiras de ajudar a garantir que os cuidados de seu filho sejam coordenados.

  • Faça perguntas. Fale com o pediatra do seu bebê sobre quaisquer perguntas ou dúvidas que possa ter sobre os cuidados do seu bebê. Recomendamos que escreva as perguntas e as respostas que receber. Algumas das perguntas importantes são:
    • Com que frequência devo visitar o pediatra?
    • Que especialistas você recomenda que meu(minha) filho(a) consulte?
    • Como escolher o especialista certo para meu(minha) filho(a)?
    • De que tipos de cuidados especiais meu(minha) filho(a) precisará em casa, na creche ou na escola?
    • Você pode me conectar com um especialista em intervenção precoce?
    • Como posso fiar sabendo sobre grupos de apoio que contam com pais com preocupações similares?
  • Trabalhe com seu provedor de seguro. Pergunte ao seu provedor de seguro saúde sobre sua cobertura para os tipos de profissionais de saúde necessários para o seu bebê.
  • Trabalhe com um especialista em intervenção precoce. Um especialista em intervenção precoce é um profissional de saúde com conhecimento especializado em serviços de intervenção precoce para crianças com necessidades de cuidados de saúde especiais. Os serviços de intervenção precoce (do nascimento até 3 anos de idade) incluem terapia para ajudar a criança a falar, andar e interagir com outros. Esses serviços podem ter efeito significativo na capacidade de um bebê de aprender novas habilidades. O especialista em intervenção precoce pode ajudar você a encontrar serviços para apoiar e otimizar o desenvolvimento do seu bebê. Dependendo das políticas de seu estado, seu bebê poderá ter direito a receber serviços de intervenção precoce grátis ou de baixo custo. Trata-se de recursos físicos, cognitivos e sociais/emocionais e sistemas de apoio.
  • Use um plano de cuidados. Pode não ser necessário que seu bebê consulte todos esses especialistas. Como ainda há fatos desconhecidos sobre os efeitos da infecção pelo zika vírus, é importante obter um quadro completo da saúde do bebê para obter o tratamento necessário. Quanto mais cedo os médicos puderem detectar problemas no desenvolvimento do seu bebê, melhor sua família e a equipe médica do bebê estarão preparados para tomar as melhores decisões para o seu bebê. Siga as orientações do seu pediatra e acompanhe os cuidados que seu bebê está recebendo com um plano de tratamento.

Procure serviços de apoio e para a família.

O diagnóstico de síndrome congênita do zika pode ser avassalador. Falar com alguém sobre seus desafios, como um amigo ou um profissional, pode ajudar. Geralmente os hospitais têm um assistente social que pode aconselhar e conectar você a recursos terapêuticos adicionais. Seu seguro saúde pode cobrir serviços de terapia, e algumas organizações comunitárias podem oferecer esses serviços gratuitamente.

Pode ser útil falar com outras pessoas que tenham familiares afetados por defeitos congênitos. Outras pessoas podem ser capazes de falar sobre algumas dúvidas e perguntas que você possa ter. Geralmente podem oferecer informações sobre recursos e compartilhar o que funcionou melhor para eles. Falar com outras pessoas também pode fornecer suporte emocional e esperança para o futuro. Pergunte aos provedores de cuidados de saúde do seu bebê (médicos, enfermeiros, assistentes sociais e outros membros da equipe de atendimento) se podem conectar você a outros grupos de suporte.

O CDC e outras organizações têm recursos para as famílias e serviços de apoio.

Recursos relacionados

O que é preciso saber: se o seu médico tiver suspeita de microcefalia durante a gravidez

O que é preciso saber: se o seu bebê nasceu com síndrome congênita do zika

O que é preciso saber: se o seu bebê pode ter sido afetado pelo zika, mas não tem problemas de saúde relacionados no momento do nascimento

Para pais: roteiro para pais de bebês com síndrome congênita do zika

Para pais: roteiro para pais de bebês infectados com zika antes do nascimento que parecem saudáveis

INÍCIO