Vá diretamente para a pesquisa Vá diretamente para a lista de A a Z Vá diretamente para a navegação Vá diretamente para as opções de página Vá diretamente para o conteúdo do site

Aconselhamento ao paciente

Este site é atualizado com frequência, no entanto, alguns conteúdos podem ser exibidos em inglês até que sejam traduzidos.

Recomendações de viagem

O CDC recomenda às gestantes não viajar para áreas com risco de zika. Se uma gestante estiver considerando viajar para uma dessas áreas, deverá consultar um profissional de saúde. Se ela viajar, deverá ser aconselhada a seguir estritamente as medidas para prevenir picadas de mosquitos e transmissão sexual de zika durante a viagem. Todos os viajantes devem continuar a tomar medidas para prevenir picadas de mosquitos por pelo menos 3 semanas após o retorno para casa para evitar a transmissão do zika para mosquitos locais não infectados. Consulte a página da web do CDC sobre o zika e a saúde dos viajantes para obter mais informações sobre precauções em viagens internacionais. Consulte o tópico Áreas com zika para obter recomendações para os Estados Unidos.

Como prevenir a transmissão sexual

Gestantes cujos parceiros sexuais tenham viajado ou residido em uma área com risco de zika devem usar preservativos toda vez que tiverem relação sexual (sexo vaginal, anal e oral e compartilhamento de brinquedos sexuais) ou não devem ter relações sexuais durante toda a gravidez. Para obter mais informações, consulte zika e transmissão sexual.

Aconselhamento antes do teste

Se o teste do zika for indicado para uma gestante, os profissionais de saúde deverão providenciar aconselhamento antes do teste. Em particular, os profissionais de saúde devem:

  • Fornecer à paciente informações sobre a complexidade do teste do zika, inclusive os seguintes pontos:
    • Mais de um teste de zika poderá ser necessário para a determinação do resultado final.
    • Entender que os resultados do teste podem ser desafiadores.
  • Discutir cada tipo de teste do zika com o paciente.
  • Informar pacientes sobre o que os resultados de testes podem significar para sua gravidez.

Nota: o CDC emitiu um alerta de saúde (HAN) para compartilhar novas evidências sobre a interpretação de resultados de teste de anticorpos IgM de gestantes que podem ter sido expostas ao zika vírus, particularmente mulheres que residem ou viajam com frequência para áreas com aviso de viagem sobre o zika do CDC antes de engravidar. É possível que algumas mulheres que estão grávidas atualmente possam ter sido infectadas anteriormente e desenvolvido anticorpos contra o zika antes da gravidez. Novos dados sugerem que a infecção pelo zika vírus, similar a algumas infecções por flavivírus, podem resultar na permanência de anticorpos do zika no corpo por meses após a infecção, o que pode dificultar o uso desses testes para determinar se as mulheres podem ter sido infectadas antes ou depois de terem engravidado. Este alerta HAN tem recomendações específicas que não fazem parte das orientações laboratoriais existentes atualmente e que devem ser consideradas para essas mulheres: 1. que o teste de ácido nucleico deve ser realizado pelo menos uma vez por trimestre, a menos que um teste anterior tenha sido positivo e em amostras de amniocentese, se a amniocentese for realizada por outras razões e 2. que o teste IgM deve ser considerado como parte do aconselhamento antes da concepção. O CDC recomenda outros métodos de diagnóstico, como teste de ácido nucleico e ultrassonografias, que podem fornecer informações adicionais para ajudar os profissionais de saúde a saber se os resultados de teste podem representar uma infecção recente. O CDC está atualizando suas páginas da web com essas informações.

Materiais educativos e guias clínicos de suporte estão disponíveis abaixo.

Observação sobre a fronteira dos EUA com o México

A região da fronteira entre Estados Unidos e México é única no sentido de que muitas pessoas se movimentam contínua e regularmente (por exemplo, diariamente, semanalmente) entre os dois países para viver, trabalhar, ir à escola, socializar e obter tratamento médico. As pessoas que vivem na região da fronteira podem não considerar a movimentação entre cidades fronteiriças uma "viagem". Este contexto deve ser considerado ao perguntar às mulheres dessa área sobre o histórico de viagens e exposição potencial ao zika.

A transmissão do zika vírus foi reportada no México, e os mosquitos que transmitem zika são encontrados em ambos os lados da fronteira entre Estados Unidos e México. Os profissionais de saúde que prestam atendimento a gestantes que vivem próximo à fronteira devem avaliar o histórico de viagens das pacientes (e de seus parceiros), incluindo a frequência com que atravessam a fronteira e a duração da estadia no México. Para mulheres grávidas que atravessam regularmente a fronteira, os profissionais de saúde devem seguir as diretrizes do CDC para mulheres grávidas que residem em áreas onde há transmissão ativa do zika vírus, incluindo recomendações de teste e orientação das autoridades de saúde locais e estaduais competentes. Homens que atravessam a fronteira e têm uma parceira grávida não devem ter relações sexuais com a parceira ou devem usar preservativos durante toda a gravidez. Homens e mulheres que vivem na região da fronteira e que estejam planejando engravidar devem ser aconselhados sobre o risco de zika com base nas informações mais recentes dos departamentos de saúde estadual e local sobre a atividade de mosquitos e casos de zika.

Materiais sobre pacientes

Teste do zika vírus para mulheres grávidas residentes em áreas com zika

Teste do zika vírus para mulheres grávidas que não vivem em áreas com zika

Para mulheres grávidas: teste positivo do zika vírus: o que isso significa para mim?

O que você deve saber sobre o teste do zika vírus: para mulheres grávidas que podem ter sido expostas ao zika nas últimas duas semanas

O que você deve saber sobre o teste do zika vírus: para mulheres grávidas com exposição a áreas com um aviso de viagem do CDC sobre o zika

O que você deve saber sobre o teste do zika vírus: para mulheres grávidas que possam ter sido expostas ao zika há 2 a 12 semanas

Recursos clínicos

Algoritmo de teste para mulheres grávidas com possível exposição ao zika vírus

Ferramenta de avaliação do zika para mulheres grávidas

Guia clínico: para mulheres grávidas que podem ter sido expostas ao zika nas últimas duas semanas

Guia clínico: para mulheres grávidas que podem ter sido expostas ao zika de 2 a 12 semanas atrás

Guia clínico: para mulheres grávidas assintomáticas com exposição a áreas com um aviso de viagem do CDC sobre o zika

Início