Vá diretamente para a pesquisa Vá diretamente para a lista de A a Z Vá diretamente para a navegação Vá diretamente para as opções de página Vá diretamente para o conteúdo do site

Infecção pelo HIV e o zika vírus

Este site é atualizado com frequência, no entanto, alguns conteúdos podem ser exibidos em inglês até que sejam traduzidos.

Sumário

Pontos principais: 

  • Pessoas infectadas pelo HIV não parecem apresentar mais risco do que a população em geral para infecções causadas por outros viroses semelhantes ao zika vírus, como o vírus da dengue, o vírus da febre amarela ou o vírus do Nilo Ocidental.
  • Como adultos portadores de HIV com grave imunossupressão (como baixa contagem de células CD4 ou doença que define a AIDS) experimentam complicações mais graves com infecções em geral, o acompanhamento rigoroso de infecção pelo zika vírus deve ser considerado nessas situações.

Até o momento, não há informações suficientes para confirmar se o risco de infecção ou a gravidade da doença causada pelo zika vírus difere para pessoas infectadas com HIV ou outras causas de imunossupressão. Pessoas infectadas pelo HIV não parecem apresentar mais risco do que a população em geral para infecções causadas por outros viroses semelhantes ao zika vírus, como o vírus da dengue, o vírus da febre amarela ou o vírus do Nilo Ocidental.1 Até o momento, três casos de zika vírus em adultos portadores de HIV foram relatados no Brasil, e todos revelaram enfermidade moderada.2,3 No relato de caso detalhado de um desses pacientes, o paciente apresentou sintomas moderados sem grandes anormalidades nos exames de laboratório e recuperou-se completamente. A infecção por HIV nesse paciente estava sendo tratada de forma efetiva e o paciente não apresentava imunossupressão significativa (contagem de células CD4: 715 células/mm3; carga viral de HIV não detectável).2

Adultos portadores de HIV com baixa contagem de células CD4 ou AIDS (consistente com grave imunossupressão) podem apresentar complicações mais sérias relacionadas ao arbovírus ou vírus da dengue. Um estudo na Tanzânia não revelou maior risco para a infecção de dengue;4 o estudo de caso controlado no Brasil não revelou maior risco para gravidade da doença causada pela dengue em um grupo de 21 pessoas portadoras de HIV submetidas e respondendo bem ao tratamento para portadores de HIV (98% tinham contagem de células CD4 > 200 células/mm3 e contagem de células CD4 medianas: 451 células/mm3), todos com supressão por infecção virológica.5 Entretanto, um estudo de caso controlado em Singapura, com 10 adultos portadores do vírus HIV e imunossupressão mais avançada (contagem de células CD4 medianas: 123 células/mm3), revelou tendência para desenvolvimento de infecção mais grave causada pelo vírus da dengue em adultos infectados pelo HIV6. A importância desses estudos em relação ao zika vírus é desconhecida. Deve-se considerar o monitoramento clínico regular de pacientes portadores de HIV e infecção causada pelo zika vírus (especialmente os pacientes com imunossupressão grave: contagem de células CD4 < 200 células/mm3 ou doença definindo a AIDS). Além disso, pessoas que residam com portadores de infecção por HIV podem consultar as informações gerais sobre o zika vírus, inclusive os sintomas da infecção causada pelo zika e as formas de prevenir a doença. O tratamento é conduzido para o alívio dos sintomas em infecções sem complicação causadas pelo zika vírus (não há antivirais efetivos) e não há vacina para combater o zika vírus.7

A transmissão sexual do zika vírus foi descrita ocorrendo das pessoas infectadas aos seus parceiros sexuais.8-10 Embora a maioria das transmissões sexuais documentadas tenha ocorrido de um homem ao seu parceiro sexual (tanto de homem para homem quanto de homem para mulher), a transmissão de mulher para homem também já foi documentada. O RNA do zika vírus detectável pode permanecer no sêmen depois de ter desaparecido de outros fluidos corporais (como sangue, urina, fluidos vaginais).12,13 Desconhece-se qual o impacto que a infecção pelo HIV possa ter na persistência do zika vírus no sêmen ou nos fluidos vaginais, ou no risco de transmissão sexual. O uso consistente e correto de métodos de barreira (incluindo preservativos masculinos e femininos e diques de borracha) e abstinência, entretanto, são métodos eficazes de prevenção de transmissão sexual do zika vírus.

Referências

  1. Karp CL, Auwaerter PG. Coinfection with HIV and tropical infectious diseases. II. Helminthic, fungal, bacterial, and viral pathogens. Clin Infect Dis 2007;45:1214-20.
  2. Calvet GA, Filippis AM, Mendonca MC, et al. First detection of autochthonous Zika virus transmission in a HIV-infected patient in Rio de Janeiro, Brazil. J Clin Virol 2016;74:1-3.
  3. Timerman A. Zika and HIV: Connecting the Science. IASONEVOICE Stories 2016 Acessado em 13 de abril de 2016.
  4. Hertz JT, Munishi OM, Ooi EE, et al. Chikungunya and dengue fever among hospitalized febrile patients in northern Tanzania. Am J Trop Med Hyg 2012;86:171-7.
  5. Torrentes-Carvalho A, Hottz ED, Marinho CF, et al. Characterization of clinical and immunological features in patients coinfected with dengue virus and HIV. Clin Immunol 2016;164:95-105.
  6. Pang J, Thein TL, Lye DC, Leo YS. Differential clinical outcome of dengue infection among patients with and without HIV infection: a matched case-control study. Am J Trop Med Hyg 2015;92:1156-62.
  7. Petersen LR, Jamieson DJ, Powers AM, Honein MA. Zika vírus. N Engl J Med 2016.
  8. Foy BD, Kobylinski KC, Chilson Foy JL, et al. Probable non-vector-borne transmission of Zika virus, Colorado, USA. Emerg Infect Dis 2011;17:880-2.
  9. Hills SL, Russell K, Hennessey M, et al. Transmission of Zika Virus Through Sexual Contact with Travelers to Areas of Ongoing Transmission - Continental United States, 2016. MMWR Morb Mortal Wkly Rep 2016;65:215-6.
  10. Trew Deckard D, Chung WM, Brooks JT, et al. Male-to-Male Sexual Transmission of Zika Virus — Texas, January 2016. MMWR Morb Mortal Wkly Rep 2016;65:372-4.
  11. Atkinson B, Hearn P, Afrough B, et al. Detection of Zika virus in semen[Letter]. Emerg Infect Dis 2016. Publicação on-line em março de 2016.
  12. Brooks JT, Friedman A, Kachur RE, LaFlam M, Peters PJ, Jamieson DJ. Atualização: Orientações provisórias para prevenção de transmissão sexual do zika vírus - Estados Unidos, julho de 2016. MMWR Morb Mortal Wkly Rep 2016;65:745-7.
  13. Atkinson B, Hearn P, Afrough B, et al. Detection of Zika virus in semen[Letter]. Emerg Infect Dis 2016. Publicação on-line em março de 2016.
Início